Make your own free website on Tripod.com
Linfogranuloma Venéreo

Home

DST | AIDS | Cancro Mole | Candidíase Vulvovaginal | Condiloma Acumulado | Donovanose | Gonorréia | Hepatite B | Herpes Genital | Linfogranuloma Venéreo | Pediculose Pubiana | Sífilis | Tricomoníase | Vaginose Bacteriana | Vulvovaginites | Sintomas | Conseqüência | Como previnir | Objetivo | saiba sobre mim | Contate-me

-O que é?

É uma doença infecciosa, conhecida, popularmente, como mula. Caracterizada por uma lesão (ferida ou elevação da pele) que dura de 3 a 5 dias. Após curar essa lesão, que dificilmente é identificada, principalmente nas mulheres, surge o bubão inguinal que é uma inchação dolorosa dos gânglios de uma das virilhas. Na maioria das vezes, o inchaço ocorre só de um lado.

O agente causador é Chlamydia trachomatis - sorotipos L1, L2 e L3. O período de incubação pode ser de 7 a 30 dias.


-Transmissão

A via mais comum de transmissão é a forma sexual. O reto é o reservatório da infecção.


-Sintomas

A doença ocorre em 3 fases: lesão de inoculação, disseminação linfática regional e seqüelas.

Na primeira fase, a doença raramente é notada pelo portador. São lesões que aparecem e somem sem deixar seqüelas. Quando ocorre o inchaço na virilha, o portador passa a perceber a doença.

Os sintomas gerais são: febre, mal-estar, anorexia, emagrecimento, artralgia, suores noturno e meningismo.


-Complicações

Elefantíase do pênis, escroto, vulva. Inflamação crônica e estreitamento do reto.


-Exame

O diagnóstico laboratorial não é rotina, geralmente é feito em bases clínicas. Mas existem quatro tipos de exames: o de fixação de complemento, que identifica anticorpos contra todas as infecções por clamídia, o de microimunofluorescência, por cultura e o exame histopatológico.


-Tratamento

A medicação é a base de antibióticos, que não revertem as seqüelas, como estreitamento retal ou elefantíase genital. A aspiração do bubão inguinal é feita quando necessária. As fístulas também devem ser tratadas. O parceiro também deve ser tratado para não haver reinfecção.

PREVINA-SE

Previna-se*2003